Yoshihide Muroya vence em casa e divide liderança no Red Bull Air Race

Yoshihide Muroya vence em casa e divide liderança no Red Bull Air Race

Like
277
0
quarta-feira, 07 junho 2017
Esportes Radicais

Aconteceu no último final de semana, nos dias 3 e 4 de junho, a terceira etapa do circuito mundial Red Bull Air Race 2017, na cidade de Chiba, no Japão.

A competição reúne os principais pilotos de aviões da modalidade no mundo, em oito etapas ao longo do ano e que são realizadas em diversos países ao redor do planeta.

Muroya ovacionado pelo torcida japonesa e anfitriã da etapa. Foto por: Divulgação/RedBull

A sensação do momento e anfitrião da etapa, o japonês Yoshihide Muroya, venceu de forma brilhante, apesar de uma penalidade durante a final, nesta etapa japonesa tal como na etapa do ano passado, quando conquistou a sua primeira vitória na competição e em casa.

Com uma técnica de voo baixo e direcionado, esta foi a terceira vitória de sua carreira no Red Bull Air Race. Muroya foi o primeiro a voar na fase final da prova, alcançando a incrível marca de 55s288, um dos tempos mais rápidos da semana.

Já o segundo lugar ficou para o piloto checo Petr Kopfstein, que subiu ao pódio pela primeira vez em sua carreira, surpreendendo a todos que acompanharam o evento. Fechando a dobradinha checa, Martin Sonka ficou com o terceiro lugar. Voando bem durante toda a prova, acabou por receber uma penalização por nível incorreto de voo na Porta 4. Sem o erro, que lhe custou dois segundos, teria ganho a corrida.

Surpresa da etapa, Petr Kopfstein alcançou seu primeiro pódio após grande performance no Japão. Foto por: Divulgação/RedBull

 

Na classificação geral do circuito, Sonka e Muroya estão empatados na liderança com 30 pontos, seguidos pelo alemão Matthias Dolderer, com 23.

A próxima e quarta etapa ocorrerá em Budapeste, nos dias 1 e 2 de julho.

O CIRCUITO

Criado em 2003 pela própria empresa de energéticos, o Red Bull Air Race Championship é um circuito mundial de corridas aéreas com a participação dos pilotos mais hábeis do mundo na categoria. Os pilotos participantes devem sobrevoar em trajetos e circuitos no céu de cada etapa individualmente e no menor tempo possível, passando por pilões especiais conhecidos como “air gates”.

Sempre nos fins de semana, as corridas podem acontecer em aeródromos ou até mesmo sobre as cidades e mares, além de ter a participação de shows aéreos para animar ainda mais o público.

Atualmente, 14 pilotos competem uns contra os outros nas corridas aéreas. Aquele que realizar o circuito de provas em menos tempo, vence a etapa. As provas contam com cinco grupos de obstáculos especialmente erguidos

Somente os seis primeiros pilotos de cada etapa é que marcam pontos, ganhando o vencedor 6 pontos e o sexto colocado 1 ponto. O piloto que atingir o maior número de pontos ao fim da temporada se torna o campeão mundial do Red Bull Air Race.

Em meados de 2001, após os esforços da Red Bull em criar um evento novo de aviação, nasce a ideia do Red Bull Air Race. A proposta inicial do evento era a de reunir e desafiar grandes nomes de pilotos acrobáticos do mundo, envolvendo velocidade e precisão nas manobras. Dois anos de planejamento culminaram na primeira Red Bull Air Race, que ocorreu na Áustria em 2003, sendo disputada a cada ano.

 

Redator da matéria: Rafael Lardieri, de Santo André.

Rafael Lardieri

Rafael Lardieri

56 posts | 0 comments