Verdadeira torcida do Sporting protesta contra ato de vandalismo em Alcochete

Verdadeira torcida do Sporting protesta contra ato de vandalismo em Alcochete

Like
291
0
quarta-feira, 16 maio 2018
Futebol Internacional

Por Eduardo Verdasca, de São Paulo 

Nesta última terça-feira, a equipe do Sporting de Portugal passou por momentos de pânico. Cerca de 50 torcedores praticaram vandalismo ao invadir o centro de treinamento do clube em Alcochete, agredindo jogadores e membros da comissão técnica. O treino foi suspenso.

Membros da imprensa Portuguesa informaram que os vândalos carregavam barras de ferro e tochas. O primeiro a ser agredido foi o técnico Jorge Jesus. O atacante Bas Dost sofreu golpes na cabeça, o que causou um grave ferimento.

O vestiário da equipe também foi destruído. Foi preciso Acionar a Guarda Nacional de Lisboa para resolver a bagunça.

A revolta da torcida aconteceu após a equipe perder na última rodada para o Marítimo e deixar a vaga na Liga dos Campeões escapar para o rival Benfica.

Parte da torcida do Sporting protesta contra desempenho do time e diretoria do clube português repudia ato violento. FOTO: Twitter Sporting

O clube divulgou um comunicado oficial, repudiando as ações violentas e lamentando o ocorrido.

“O Sporting Clube de Portugal repudia de forma veemente os acontecimentos registados hoje na Academia Sporting.
Não podemos de forma alguma pactuar com actos de vandalismo e agressão a atletas, treinadores e staff do Futebol Profissional, nem com atitudes que configuram a práctica de crime que em nada honram e enobrecem o Sporting Clube de Portugal.
O Sporting não é isto, o Sporting não pode ser isto.Tomaremos todas as diligências no sentido de apurar cabais responsabilidades pelo que aconteceu e não deixaremos de exigir a punição de quem agiu desta forma absolutamente lamentável”.

A verdadeira Torcida do Sporting se juntou para apoiar a equipe e ir contra aos torcedores que praticaram o vandalismo. Nas ruas e nas redes sociais milhares de torcedores se mostraram contra o ocorrido. Torcedores saíram com faixas em apoio aos jogadores. Uma faixa dizia: 50 não, somos 3,5 milhões, em protesto contra os 50 vândalo e dizendo que aquela não é a verdadeira torcida do Sporting.

Apesar de um ato comum no Brasil, a invasão em centros de treinamento não é uma prática comum em clubes Portugueses.

Foto: Twitter Sporting

Eduardo Verdasca Antunes

Eduardo Verdasca Antunes

32 posts | 0 comments

Comments are closed.