UFC 214 : O retorno de Jones, o choro de Cormier e a conquista de Cris Cyborg

UFC 214 : O retorno de Jones, o choro de Cormier e a conquista de Cris Cyborg

Like
443
0
sexta-feira, 04 agosto 2017
MMA/UFC

Aqui na Poliesportiva, você confere o boletim em áudio e o complemento em matéria escrita. Confira como foi o UFC 214 produzido por Eduardo Verdasca.

 

Boletim em áudio

Produtor do boletim: Eduardo Verdasca, de São Paulo.

 

Matéria

O UFC 214 aconteceu no último sábado, 31, no Honda Center em Anaheim na Califórnia, e marcou o retorno do já consagrado lutador Jon Jones.

O Campeão voltou, após ser afastado por uso de doping e fez a luta principal do evento, diante do também consagrado Daniel Cormier.
No terceiro round, Jones venceu a luta por nocaute técnico e recuperou o cinturão, mostrando porque é o maior peso pesado da história. Daniel Cormier chorou muito após a luta, ficou inconformado e foi consolado pelo vencedor Jones.

– Eu quero dizer a todos que amo muito meus fãs. Quero pedir a todos que aplaudam Daniel Cormier. Ele não tem nada para se envergonhar, ele é, e sempre será um grande campeão, disse Jones.

Apesar da derrota no octógono, Cormier foi quem levou a maior bolsa do evento de 1 milhão de dólares, o dobro de Jones.

A mesma bolsa de Jones foi dada para o lutador Tyron Woodley que venceu o brasileiro Demian Maia. O Brasileiro que tem como ponto forte a luta no chão, usando o Jiu-Jitsu, teve dificuldades para levar o americano ao solo, e acabou sofrendo a derrota.
Já a brasileira Cris Cyborg, venceu por nocaute a lutadora americana Tonya Evinger e conquistou o tão esperado cinturão do UFC. Agora a Brasileira sonha em enfrentar as ex-campeã dos galos Holly Holm, outra americana. Ela acredita que seria um grande combate para o público.

 

Informações dos resultados

Card Principal:
– Robbie Lawler venceu Donald Cerrone por decisão unânime (triplo 29-28)
– Volkan Oezdemir venceu Jimi Manuwa por nocaute aos 42s do R1

Card Preliminar:
– Ricardo Lamas venceu Jason Knight por nocaute técnico aos 4m34s do R1
– Aljamain Sterling venceu Renan Barão por decisão unânime (29-27, 29-28 e 30-26)
– Brian Ortega venceu Renato Moicano por finalização aos 2m59s do R3
– Calvin Kattar venceu Andre Fili por decisão unânime (triplo 30-27)
– Alexandra Albu venceu Kailin Curran por decisão unânime (triplo 29-28)
– Jarred Brooks venceu Eric Shelton por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
– Drew Dober venceu Josh Burkman por nocaute aos 3m04s do R1

 

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC / Getty Images / Publicado no site UFC.com

Redator da matéria: Eduardo Verdasca, de São Paulo.

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

352 posts | 2 comments