Tricolor segue invicto após bater o Botafogo e pode permanecer na liderança do Brasileirão 2018

Tricolor segue invicto após bater o Botafogo e pode permanecer na liderança do Brasileirão 2018

Like
71
0
quinta-feira, 31 maio 2018
Campeonato Brasileiro Série A

Por: Gabriel Max, de São Paulo

 

Mais de 25 mil pessoas acompanharam um grande jogo no Estádio do Morumbi. São Paulo e Botafogo se enfrentaram e fizeram uma partida cheia de gols, três para o lado tricolor e dois para os alvinegros. A partida que ocorreu nesta quarta-feira (30), às 21 horas foi válida pela oitava rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2018. Os gols do São Paulo foram anotados por Nenê, Diego Souza e Everton e, pelo lado botafoguense, Léo Valência e Rodrigo Pimpão marcaram. Com a vitória, o time paulista assumiu a liderança do campeonato e, se o Flamengo tropeçar diante do Bahia, pode permanecer no posto.

Diego Souza, no melhor estilo Raí e Hernanes, de peito, botou o São Paulo na frente do placar diante do Botafogo, no Morumbi. Foto: Rubens Chiri/Sãopaulofc.net

O São Paulo, treinado por Diego Aguirre foi a campo com a seguinte escalação: Sidão; Régis, Arboleda, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Petros, Nenê (Shaylon); Everton (Valdívia), Marcos Guilherme e Diego Souza (Liziero).

Alberto Valentim escalou o Botafogo com: Jefferson; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Pimpão), Léo Valência, Matheus Fernandes, João Pedro (Marcos Vinicius) e Luiz Fernando (Aguirre); Kieza.

A Rádio Poliesportiva esteve presente no Estádio Cícero Pompeu de Toledo e levou cada lance entre São Paulo x Botafogo, com a narração de Marcelo Delmiro, comentários e operação técnica de Gabriel Max e reportagens de Ivan Marconato. Confira aqui o resumo do que foi este jogão entre paulistas e cariocas, além das entrevistas realizadas após a partida.

 

Primeiro tempo

Logo no primeiro minuto de bola rolando o grande susto da noite ocorreu. Após um choque forte do zagueiro Anderson Martins, do São Paulo, e João Pedro, meia do Botafogo, o jogador alvinegro levou a pior e caiu no gramado batendo a cabeça. João Pedro chegou a ficar desacordado por alguns instantes e foi preciso chamar o atendimento da ambulância, que levou o atleta para o hospital São Luiz, próximo às dependências do estádio do tricolor. O meia botafoguense ficou em observação, mas fora liberado na manhã desta quinta-feira (31).

No forte choque entre Anderson Martins e João Pedro, foi o botafoguense quem levou a pior e precisou do atendimento ambulatorial, ainda no gramado do Morumbi. Foto: Sãopaulofc.net

Após oito minutos com a bola parada para o atendimento ao jogador do time da estrela solitária, o jogo finalmente foi reiniciado e o que se pôde ver foi um jogo muito disputado, com ataques para ambos os lados. O São Paulo foi o primeiro a chegar com perigo ao gol defendido por Jefferson, já que, aos 11 minutos, Nenê fez ótima jogada pelo lado esquerdo do campo e tabelou com Edimar, que devolveu a bola ao meia tricolor que bateu firme com o pé esquerdo e encheu a trave, quase abrindo o placar.

Quatro minutos mais tarde a resposta do Botafogo veio e foi logo com um golaço, em que Léo Valência recebe bom passe de Rodrigo Lindoso e conduz a bola pelo meio da defesa tricolor, Valência arrisca o chute com o pé esquerdo e manda a bola no ângulo esquerdo de Sidão, sem qualquer chance de defesa. O goleiro do tricolor até pulou, mas foi só para sair na foto. Placar aberto no Morumbi, 1 a 0 para o Botafogo.

Não demorou muito e o São Paulo foi com tudo para o ataque. O time treinado por Diego Aguirre parecia não ter sentido o baque após o gol sofrido e, com apenas dois minutos após o revés, Éverton tentou dominar a bola após um recuo da zaga do Botafogo e foi derrubado por Igor Rabelo e o árbitro da partida, Wilton Pereira Sampaio marcou a penalidade máxima para o tricolor. O lance gerou muita reclamação por todos os jogadores e comissão técnica. Na cobrança, Nenê bateu rasteiro no canto direito de Jefferson, que pulou e quase defendeu a cobrança, mas a bola passou por baixo do corpo do arqueiro alvinegro. Gol do São Paulo, agora com tudo empatado, em 1 a 1.

O jogo continuava “lá e cá”, com boas jogadas armadas pelos sistemas centrais de São Paulo e Botafogo. Aos 30 minutos de jogo veio a virada do tricolor paulista, após Marcos Guilherme iniciar a jogada pelo lado direito de ataque e cruzar para Diego Souza, que, de frente para o gol, só teve o trabalho de empurrar a bola com o peito, sem dar chances ao goleiro do Botafogo, levando a torcida são paulina a comemorar a vitória parcial, por 2 a 1.

Trio apelidado de “THE END”, com referência às iniciais de Everton, Nenê e Diego Souza deu trabalho e os três jogadores anotaram os gols do São Paulo contra os cariocas. Foto: Paulo Pinto/Sãopaulofc.net

Com a confiança criada após o segundo gol o São Paulo continuou criando boas jogadas e o Botafogo também seguia forte em busca do empate. Os paulistas levavam leve vantagem no volume de jogo. O árbitro, por conta do atendimento ao meia João Pedro, acresceu mais oito minutos, para compensar o tempo parado. E foram nos minutos de acréscimo do primeiro tempo em que o São Paulo ampliou o marcador. Aos 49, o tricolor puxa contra-ataque fulminante, após interceptação de Jucilei sobre Rodrigo Lindoso. A bola foi dominada pelo atacante Diego Souza, que viu Everton correndo sozinho pelo lado esquerdo de ataque. Diego lançou Everton, que carregou a bola e bateu firme, de pé esquerdo para anotar o terceiro gol do São Paulo no jogo. Mais uma vez, sem dar chances de defesa à Jefferson.

 

Segundo tempo

A segunda e decisiva etapa do jogo continuou desde o seu início com um bom volume de jogo de ambas as equipes, mas o São Paulo já se postava de uma forma mais defensiva, para tentar segurar as investidas do Botafogo, armado pelo treinador Alberto Valentim, no vestiário. Aos dois minutos, Everton teve mais uma oportunidade de ampliar o marcador, mas diferente do que ocorreu no primeiro tempo, o atacante recebeu do lado esquerdo e bateu fraquinho, facilitando a defesa do goleiro Jefferson.

Aos 10 minutos da etapa completar, o Botafogo veio com tudo ao ataque, após a entrada do atacante Aguirre e em cobrança de falta de Léo Valência, Marcos Vinícius sobe mais que toda a zaga tricolor e testa a bola no travessão de Sidão, assustando a torcida do time mandante. Aos 12 o São Paulo teve mais uma boa oportunidade de ampliar o marcador, mas Jefferson estava inspirado e voou para o ângulo esquerdo para defender a cobrança de falta feita por Nenê.

Aos poucos foi perceptível a mudança de postura do São Paulo, que passou a jogar somente nos contra-ataques, enquanto o Botafogo partia para o tudo ou nada, em busca da recuperação do placar adverso. Mesmo com um jogo mais defensivo, o São Paulo teve uma cobrança de escanteio aos 22 minutos, em que a bola foi cruzada por Everton e Diego Souza cabeceou forte, obrigando Jefferson a trabalhar e fazer mais uma defesa espetacular.

O Botafogo insistia nas jogadas pelas laterais do campo, até que aos 37 da etapa final, Léo Valência, em mais uma cobrança de falta, pelo lado esquerdo, levantou a bola para Rodrigo Pimpão, que acabara de entrar, cabecear forte, para o chão, e diminuir o placar para o Botafogo, em 3 a 2.

Mas, apesar do gol ter animado o time e a torcida alvinegra, o São Paulo conseguiu se segurar até o trilar final do apito comandado por Wilton Pereira Sampaio e o São Paulo conquistou mais três pontos, que levaram o time do Morumbi a dormir na liderança do Brasileirão.

 

Próximos jogos

Tanto São Paulo quanto Botafogo terão clássicos em seus próximos compromissos antes da parada no Campeonato Brasileiro, para a disputa da Copa do Mundo da Rússia 2018. O tricolor paulista tem um dever muito difícil, que é vencer o Palmeiras, no Allianz Parque, neste sábado (2), às 21 horas, com transmissão da Rádio Poliesportiva. Já o Botafogo vai à São Januário, para enfrentar o Vasco, também neste sábado, às 19 horas. Ambos os jogos pela nona rodada do Brasileirão.

 

Conteúdos em áudio

Ouça os gols da partida:

 

Ouça as entrevistas:

Nenê – São Paulo F.C.

 

Petros – São Paulo F.C.

 

Jefferson – Botafogo

 

Kieza – Botafogo

 

Reportagens: Ivan Marconato
Edicão: Rafael Brito

 

 

Foto em destaque: Rubens Chiri/Sãopaulofc.net

 

Gabriel Max

Gabriel Max

28 posts | 0 comments

Comments are closed.