Quartas de Final da Libertadores – Palmeiras e Grêmio vencem, Cruzeiro é derrotado

Quartas de Final da Libertadores – Palmeiras e Grêmio vencem, Cruzeiro é derrotado

Like
47
0
sábado, 22 setembro 2018
Copa Libertadores

Por: Bruno Mattos, de São Paulo, SP

Atuando fora de casa, Palmeiras e Grêmio conquistaram grande vitória e levaram grande vantagem para o jogo de volta. Já o Cruzeiro foi derrotado pelo Boca no Caldeirão da Bombonera, em jogo com polêmica de arbitragem. Confira como foi a atuação dos times brasileiros nos jogos de ida das Quartas de final da Copa Libertadores da América 2018.

 

 

Atlético Tucumán 0 x 2 Grêmio 

A etapa inicial mostrou um Tucumán mais ligado no jogo, com consistência defensiva, uma boa marcação no meio campo e muita movimentação e velocidade no ataque. O “Decano” não deixava o Grêmio pensar e com isso neutralizou completamente as principais armas do atual Campeão da América. Mas na única boa jogada de ataque o Tricolor Gaúcho chegou ao gol com a aposta do técnico Renato Gaúcho, que colocou o atacante Alisson que recebeu passe de cabeça do volante Maicon e abriu o placar aos 35 minutos do primeiro tempo. E ainda no fim do primeiro tempo o Atlético Tucumán teve o meia Gervasio Nuñez expulso, com a ajuda do VAR.

Na etapa final os donos da casa voltaram com uma postura de jogar um pouco mais fechado, devido ao homem a menos. Já o Tricolor Gaúcho  chegou ao segundo com o atacante Everton aos 9 minutos de jogo, após cruzamento de Alisson. Após o gol o time brasileiro cadenciou mais o jogo  e administrou o resultado. Já os “Decanos” não tinham mais força para buscar a reversão do placar e apenas se fechavam para não levar mais gols. Vitória importante do Grêmio que leva uma grande vantagem para o jogo de volta em Porto Alegre. Enquanto o Tucumán precisará de um verdadeiro milagre para chegar pela primeira vez em sua história as Semifinais da Competição Sul-Americana.

Com atuação segura consistente o atual Campeão da América venceu o Tucumán e encaminhou a sua classificação as Semifinais.
Foto: Conmebol Libertadores/Facebook

 

 

Boca Juniors 2 x 0 Cruzeiro 

Na etapa inicial os “Xeneises” foram superiores, com mais posse de bola e controle de jogo, criando mais oportunidades e mais consistentes na defesa e no ataque. Já o time brasileiro não conseguiu imprimir o seu forte e veloz ritmo de jogo, principalmente no ataque, mas não teve muitos problemas na criação em seu meio campo e com isso não conseguiu encaixar os seu contra-ataques. E o gol dos donos da casa sairam aos com 0 atacante Mauro Zárate aos 36 minutos do primeiro tempo.

Na etapa final a “Raposa” voltou melhor no jogo, com uma postura mais ofensiva e extremamente ligada, os Cruzeirenses quase empataram o jogo em duas boas oportunidades, mas pararam no bom goleiro do Boca Andrada. Aos 30 minutos do segundo tempo ocorreu um lance muito polêmico na partida, quando o zagueiro Dedê foi disputar uma bola de cabeça, mas acabou se chocando com o goleiro Argentino Andrada, em lance totalmente involuntário e do jogo. Mas o árbitro do jogo, o paraguaio Eber Aquino foi alertado pelo sistema do VAR para rever 0 lance, e acabou injustamente expulsando o zagueiro do Cruzeiro, revoltando e destabilizando totalmente os jogadores brasileiros. E aproveitando a desconcentração dos visitantes, o Boca chegou ao segundo gol aos 37 minutos com o atacante Pablo Pérez.

Na Bombonera lotada, o tradicional Boca Juniors derrotou o Cruzeiro e leva boa vantagem para o jogo de volta em BH. Foto: Conmebol Libertadores/Facebook

 

 

Colo-Colo 0 x 2 Palmeiras

Uma das melhores atuações do Palmeiras no ano, esse foi o grande desempenho do time no primeiro tempo de jogo. Muita intensidade, foco e concentração nas ações do jogo, muita agressividade na defesa e no ataque, e logo aos 3 minutos da primeira etapa o volante Bruno Henrique recebeu grande passe do meia Moisés e finalizou com o pé direito no canto esquerdo do goleiro Órion, abrindo o placar para o Alviverde. Após levar o gol os donos da casa sairam mais para o ataque, deixando assim mais espaços para os visitantes atacarem, o Colo-Colo teve uma ótima oportunidade para empatar o jogo, mas o atacante Lucas Barrios ex-Palmeiras acabou desperdiçando.

Na etapa complementar o jogo mudou completamente, os chilenos empurraram o Palmeiras para o seu campo de defesa e começaram a criar boas oportunidades para empatar o jogo. Mas o técnico Luiz Felipe Scolari conseguiu junto ao seu auxiliar Paulo Turra fazer uma grande leitura do que estava acontecendo no jogo, Felipão promoveu as entradas do volante Jean e do zagueiro Gustavo Goméz, subindo a marcação, reforçando o seu meio campo e explorando os espaços que existiam nos lados do campo, aos 33 minutos a estratégia funcionou, quando em grande contra-ataque armado o meia Moisés finalizou na trave e no rebote o atacante Dudu fez o segundo do Palmeiras no jogo. Já nos acréscimos os chilenos tiveram o jogador Damián Perez expulso pelo uruguaio Andrés Cunha, após forte entrada no lateral Maike aos 53 minutos. Assim como nas Oitavas de Final o Palmeiras traz enorme vantagem para o jogo de volta em São Paulo, daqui a duas semanas, o Verdão poderá perder até por um gol de diferença que chegará após 17 anos as Semifinais da Copa Libertadores.

Em noite de gala, Palmeiras vence Colo-Colo e se aproxima das Semifinais.  Foto: Conmebol Libertadores/Facebook

 

 

Foto em destaque: Conmebol Libertadores/Facebook

Bruno Mattos

Bruno Mattos

62 posts | 0 comments

Comments are closed.