MotoGP: Na Austrália, Viñales vence e quebra jejum de vitórias da Yamaha

MotoGP: Na Austrália, Viñales vence e quebra jejum de vitórias da Yamaha

Like
81
0
domingo, 28 outubro 2018
Moto GP

 

Por: Paulo Arnaldo, de São Paulo, SP.

 

Demorou! Foram 491 dias e 25 corridas para que a Yamaha quebrasse o maior jejum de vitórias de sua história. Pela 17ª etapa da MotoGP no circuito do Phillip Island, Austrália, Maverick Viñales consegue superar os problemas de sua moto. A equipe da Yamaha ameniza uma temporada ruim, longe do ponto mais alto do pódio e de corridas bem ruins, abaixo do que a equipe poderia mostrar. Na quinta volta, Marc Márquez e Johann Zarco tomam um grande susto em um acidente a 300km/h. Dovi, que briga pelo vice-campeonato finaliza em terceiro.

 

Podcast

Confira todos os detalhes no boletim Polimotor sobre o GP da Austrália da MotoGP. Esse podcast é apresentado e produzido por Paulo Arnaldo. Ouça abaixo:

 

 

Foto: MotoGP.com / Galeria de Fotos

 

Corrida

A etapa australiana é sempre muito aguardada por pilotos e fãs do motociclismo mundial. O circuito de Phillip Island sempre proporciona corridas com grandes disputas. Além do visual do local do autódromo ser deslumbrante.

Marc Márquez desembarcou na Austrália com o título da temporada 2018 conquistada na semana passada no GP do Japão. Para Andrea Dovizioso, a disputa pela vice-liderança segue viva contra a dupla da Yamaha – Valentino Rossi e Maverick Viñales.

No treino de classificação, Márquez reinou mais uma vez, ao marcar mais uma pole position. Viñales foi o detentor da segunda posição de grid e Yohann Zarco completou a primeira fila. Dovizioso ficou com apenas a 9º colocação – terceira fila. Cal Crutchlow se ausenta do GP, após sofrer um acidente no segundo treino livre e quebrar o tornozelo. O piloto britânico da marca Honda acaba sendo substituído por Stefan Bradl no restante do final de semana da MotoGP e consequentemente da corrida.

Na largada, Márquez não consegue sustentar a liderança. Petrucci saltar lá da terceira fila para assumir a liderança. Porém, logo depois, o italiano erra e cai para as últimas posições. Quem assume a liderança é Jack Miller. Márquez que perdera algumas posições após a largada, logo recupera-se e assume o segundo lugar. Já na segunda volta, Márquez ultrapassa Miller para reassumir a liderança. O italiano Andrea Dovizioso embala e alcança a segunda posição.  Depois disso, várias alternâncias de posições nas primeiras posições, o que é sempre uma tendência em corridas da MotoGP em Phillip Island.

 

Foto: MotoGP.com / Galeria de Fotos

 

Sob disputas intensas, na quinta volta, o momento de grande susto. Zarco tenta ultrapassar Márquez mas cai na primeira curva e atinge a traseira da moto do piloto espanhol. Com o acidente, Andrea Dovizioso assume a liderança. Enquanto isso, Maverick Viñales busca a recuperação na prova, já que após a largada, o piloto espanhol da Yamaha perdera diversas posições. Nesse momento, Viñales figura na terceira posição e luta pela segunda posição com Jack Miller.

 

Foto: MotoGP / Twitter / Reprodução

 

Valentino Rossi cresce na prova e aparece em terceiro lugar, enquanto que Viñales assume a liderança na ultrapassagem sobre Dovizioso. Rossi não tarda e também ultrapassa o piloto italiano da Ducati para assumir a segunda posição. A luta pela segunda posição segue intensa e Dovi logo recupera, dá o troco e reassume a segunda posição. Marverick Viñales consegue abrir uma margem de segurança na liderança.

Daí em diante, Viñales consegue dominar a prova e abrir uma distância maior para a concorrência. Na 12ª volta, Andrea Iannone consegue ultrapassar Valetino Rossi e assume a segunda colocação da prova. Bautista, o substituto de Jorge Lorenzo na equipe Ducati ultrapassa Iannone e Dovisioso até alcançar a segunda posição. Mas Dovi logo recupera o segundo posto.

 

Foto: MotoGP / Twitter / Reprodução

 

Iannone cresce nos momentos finais, sobe para a segunda posição e tenta atacar Maverick Viñales. Mas na bandeirada final, Viñales alcança a vitória e lava a alma da temporada ruim da Yamaha. A marca japonesa que não vencia desde o GP da Holanda da temporada 2017 – vitória de Valentino Rossi na ocasião. O jejum acaba, mas não apaga a temporada tão ruim e de certa forma, atípica. Andrea Iannone coloca a marca Suzuki na segunda posição e Dovizioso completa o pódio na terceira posição. Bautista e Alex Rins completam o top 5. Valetino Rossi fica apenas na 6ª posição.

 

Os três primeiros colocados da prova. Foto: MotoGP / Twitter.

 

Na luta pela vice-liderança da temporada, Dovizioso (210 pontos) consegue abrir 15 pontos de vantagem sobre Valetino Rossi (195 pontos), o terceiro colocado. Viñales é o quarto colocado com 180 pontos.

 

Classificação final da corrida e tabela atualizada da temporada

 

Abaixo, a classificação final do GP da Austrália:

Foto: MotoGP / Twitter / Reprodução

 

Foto: MotoGP / Twitter / Reprodução

 

Foto: MotoGP / Twitter / Reprodução

 

Abaixo, a classificação atualizada dos dez primeiros colocados do campeonato:

1 – Marc Márquez – Honda – ESP – 296 pontos
2 – Andrea Dovizioso – Ducati – ITA – 210 pontos
3 – Valentino Rossi – Yamaha – ITA – 195 pontos
4 – Maverick Viñales – Yamaha – ESP – 180 pontos
5 – Cal Crutchlow – Honda – GRB – 148 pontos
6 – Danilo Petrucci – Ducati – ITA – 137 pontos
7 – Johann Zarco – Yamaha – FRA – 133 pontos
8 – Andrea Iannone – Suzuki – ITA – 133 pontos
9 – Jorge Lorenzo – Ducati – ESP – 130 pontos
10 – Alex Rins – Suzuki – ESP -129 pontos

 

Próximo GP

A próxima etapa da MotoGP, a penúltima da temporada será no domingo do próximo dia 04/11, na Malásia, circuito de Sepang.

 

Foto: MotoGP.com / Calendário

 

Foto em destaque: MotoGP.com / Galeria de Fotos

 

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

370 posts | 2 comments

Comments are closed.