Fórmula 1: Verstappen vira solução da Red Bull e vence na Áustria.

Fórmula 1: Verstappen vira solução da Red Bull e vence na Áustria.

Like
66
0
segunda-feira, 02 julho 2018
Automobilismo

Por: Lucas Rodrigues, de São Paulo.

 

 

Estava sentindo falta de emoção na F1? Bom, esse último GP serviu para deixar a emoção sobrando! Sem dúvida foi a prova com mais surpresas nessa temporada. Além disso, a sorte voltou a sorrir para a Ferrari e Vettel, com o abandono da Mercedes. A equipe de Maranello voltou a liderar o campeonato de Construtores, com dez pontos de vantagem (257 a 247) e o campeonato de Pilotos, com Sebastian um ponto a frente de Hamilton (146 a 145).

 

Lewis Hamilton tem um final de semana para esquecer. (Fonte – Twitter Oficial F1.)

Finalmente a Red Bull venceu em casa e a torcida holandesa estava presente em grande peso. Max Verstappen mostrou que está mais calmo e cauteloso. O garoto não abusou e com uma corrida segura venceu e convenceu. Raikkonen, depois de uma ótima largada, parecia que iria tomar a ponta logo de cara. Mas é impressionante a força do motor Mercedes, mesmo largando mal Bottas se recuperou e voltou para a segunda posição, seguido de Verstappen que aproveitou a espalhada de Kimi para ocupar o terceiro lugar.

 

O garoto problema foi a solução da RedBull. (Fonte – Twitter Oficial F1.)

 

Mas o domínio das flechas de prata começou a ser ameaçado na volta 14, quando Valtteri Bottas teve um problema hidráulico e precisou abandonar a prova. Isso provocou a entrada do Safety Car Virtual e todos os carros pararam e trocaram seus pneus, menos Hamilton que se manteve na pista. Mas um pouco mais tarde, isso acabou prejudicando o tetra campeão. Lewis foi para os box em bandeira verde, na parada acabou perdendo quatro posições e Verstappen assumiu a ponta e não largou mais. Atrás de Max a disputa estava bem apertada. Raikkonen estava diminuindo a distância para Daniel Riccardio, aniversariante do dia, volta a volta até que, na volta 38, foi inevitável. Ricciardo com bolha no pneu nada pode fazer para segurar Raikkonen que passou de passagem e foi embora.

Outra disputa que levantou a torcida foi entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Logo após a curva um, Vettel colou no Hamilton e tentou a ultrapassagem por fora, mas Lewis fechou bem a porta quase colocando Sebastian para fora. Mas a curva seguinte era para a direita, preferência para o carro da Ferrari e Vettel não perdeu a oportunidade. O alemão espalhou o carro até o fim da curva, quase tocando pneu com Hamilton e fez uma bela ultrapassagem.

Vettel x Hamilton. Tetra Campeão x Tetra Campeão. (Fonte – Twitter Oficial F1.)

A partir desse momento na corrida começou uma sequência de abandonos incrível. Primeiro foi Daniel Ricciardo, péssimo dia para o aniversariante, na volta de número 54 precisou abandonar a corrida com problemas no motor. Depois dele veio Brendon Hartley que, com problemas no câmbio, foi inevitável o abandono. Hulkenberg foi outro que também teve problemas no motor, perdeu a potência e também teve que abandonar. E faltando apenas seis voltas para o fim da prova, foi a vez de Lewis Hamilton abandonar. O tetra campeão perdeu potência no carro e até tentou voltar para a corrida, mas logo em seguida recebeu a orientação pelo rádio, “Stop! Stop!”. A equipe preferiu não prejudicar ainda mais o motor e Hamilton teve que parar. Desde o GP da Espanha de 2016, quando Rosberg e Hamilton batera que a Mercedes não terminava uma corrida sem pontuar.

 

Daniel Riccardo não teve motivos para comemorar no seu aniversário. (Fonte – Twitter Oficial F1.)

Precisamos destacar os feitos inéditos desse GP que ficaram por conta da Haas, Force India, Sauber e Fernando Alonso. Pela primeira vez a Haas ocupou o quarto e quinto lugar com Grosjean e Magnussen, respectivamente. Momento incrível vivido pela equipe, que já vinha fazendo um campeonato bom e teve na Áustria sua corrida de confirmação. Já a Force India ficou com a sexta e sétima colocação com Ocon e Perez, que fizeram uma ótima corrida. Agora a Sauber teve o final de semana dos sonhos, os dois pilotos terminaram a prova na zona de pontuação na nona e décima colocação e com destaque para Leclerc, o garoto prodígio, que fez mais uma corrida muito boa. E por fim, Fernando Alonso, não é a toa que é considerado por muitos como o piloto mais talentoso de sua geração. O espanhol largou do pitstop e conseguiu um, surpreendente, oitavo lugar com a McLaren, que todos nós sabemos, é um carro limitado.

É, amigos! Um final de semana emocionante para todos os amantes de F1. Abandono das Mercedes, primeira vitória da RedBull em seus domínios, dobradinha da Ferrari com o segundo e terceiro lugar, e com Vettel de volta a liderança. Tá bom ou quer mais? Se o seu desejo é de querer mais emoção, então não perca o próximo GP, em Silverstone, certamente será a corrida decisiva para Ferrari e Mercedes, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel. Confira a classificação do campeonato e prepare o coração, porque de agora em diante, emoção não vai faltar.

Classificação geral da Fórmula 1. (Fonte – Twitter Oficial F1.)

 

Foto em destaque: F1 / Twitter

Lucas Rodrigues

Lucas Rodrigues

32 posts | 0 comments

Comments are closed.