Fatalidade em Daytona!

Fatalidade em Daytona!

Like
400
0
sábado, 18 fevereiro 2017
Automobilismo

Dia 18 de fevereiro de 2001, morreu Dale Earnhardt, piloto de 49 anos, sete vezes campeão da Nascar, a mais tradicional competição de automóveis dos Estados Unidos, num acidente ocorrido na última volta das 500 Milhas de Daytona, na Florida. Pouco conhecido no Brasil e também pouco sabem pronunciar seu nome. Um mito no automobilismo norte americano, Dale Earnhardt foi para eles o que Ayrton Senna foi para nós ou o quer Jim Clark foi para os britânicos.

As 500 Milhas de Daytona é uma versão caipira da mundialmente conhecida e respeitada 500 Milhas de Indianápolis. A Nascar é a categoria de maior publico do mundo, com mais de seis milhões de ingressos vendidos por temporada. E tem um detalhe: as provas acontecem apenas na terra de Tio Sam. O choque dessa tragédia correu o mundo inteiro, e foi destaque em todos os jornais.

A morte de Dale Earnhardt ocorreu quando a Nascar iniciava uma nova etapa em sua história de mais de 50 anos, com novas regras de aerodinâmica e potência de motor que foram implementadas para deixar as corridas mais emocionantes para o público. Um acidente envolvendo dezessete carros, que teve de incêndio a decolagem. Muito metal torcido e óleo derramado, apenas um piloto saiu da pista para radiografias. Nenhum ferido grave apesar da intensidade do acidente. Isto já no último quarto da prova que tinha o total de 200 voltas. Depois do susto, mais trinta voltas em bandeira verde. O numero de pilotos tinha reduzido de trinta para menos de vinte. O final seria de grande emoção.

Michael Waltrip, piloto desacreditado, tinha disputado 462 corridas e nunca havia vencido na categoria, brigava pela ponta. Waltrip foi contratado por Dale Earnhardt para disputar a temporada de 2001 e muita critica foi feita ao “The Intimidator”. Por isso naquele final de corrida, Dale Earnhardt e seu filho Dale Jr, protegiam Waltrip que se encaminhava para sua primeira vitória. Seria muito importante para confirmar o acerto na escolha.

Dale Earnhardt segurou o pelotão inteiro, garantiu a vitória de Michael Waltrip e o segundo lugar do filho, mas foi traído pela turbulência da nova regra na última volta. Depois de perder o controle de seu carro Chevrolet na curva 3 do circuito oval de Daytona, ele acertou o Dodge de Sterling Marlin e foi direto chocar-se contra o muro. O carro de Dale ainda foi atingido pelo Pontiac de Ken Schrader na lateral direita e foi arrastado até parar pela inércia. A equipe de socorro chegou logo ao local, mas nada podia ser feito, pois não havia mais nenhum sinal vital no piloto. Sua morte acabou sendo anunciada oficialmente pelo presidente da Nascar, o norte americano Mike Helton.

O laudo oficial apontou como causa da morte os sérios ferimentos verificados na base do crânio. Dale Earnhardt estreou na Nascar no ano de 1975, acumulou 76 vitórias, era conhecido como “The Intimidator”, devido ao seu modo destemido e arrojado de pilotar. Os sete títulos foram conquistados nos anos de 1980, 1986, 1987, 1990, 1991, 1993 e 1994. O funeral foi transmitido ao vivo pela televisão, porque era impossível permitir a presença de milhares de fãs, que prestaram muitas homenagens ao piloto.

O muro de sua casa em Moorseville, na Carolina do Norte ficou lotado de flores, fotos, painéis e velas, que foram colocados pelos torcedores. Dale Earnhardt, nasceu em 29/04/1951 em Kannapolis na Carolina do Norte e durante a sua carreira de piloto da Nascar acumulou US$ 41,445 milhões em prêmios!

FOTO: NASCAR/DIVULGAÇÃO

Luiz Máximo Moreno Morelo

Luiz Máximo Moreno Morelo

232 posts | 0 comments