Empate magro sela primeiros 90 minutos entre Botafogo x Flamengo na semi da Copa do Brasil 2017

Empate magro sela primeiros 90 minutos entre Botafogo x Flamengo na semi da Copa do Brasil 2017

Like
420
0
quinta-feira, 17 agosto 2017
Copa do Brasil

Nesta quarta-feira, às 21h45, o Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ) recebeu o primeiro jogo entre Botafogo x Flamengo, válido como partida de ida da semifinal da Copa do Brasil de 2017. A partida marcou a estreia do técnico colombiano Reinaldo Rueda ao Flamengo e teve como principal ingrediente as expulsões polêmicas de Alex Muralha, goleiro do Flamengo e do zagueiro botafoguense Joel Carli. O jogo, que foi muito disputado do início ao fim, não saiu do zero, frustrando os 26.575 pagantes. Agora, o Botafogo leva a vantagem do empate com gols para a volta que será disputada no Estádio do Maracanã.

Veja agora um resumo de como foi a partida, que foi transmitida pela Rádio Poliesportiva, com a narração de Ramoni Artico, comentários e operações técnicas de Marcos Batista e reportagens de Erik Filardi e Ivan Marconato.

O jogo entre as duas equipes acabou sendo muito faltoso e com poucas chances claras de gol. De todo o duelo, o lance mais perigoso foi a cobrança de falta feita por Diego, que acertou em cheio o travessão do goleiro Gatito Fernandéz do Botafogo e pingou na pequena área. Confira abaixo como os times foram escalados e logo após um resumo de cada tempo jogado, neste duelo de 180 minutos, que já teve sua primeira parte concluída no “Niltão”.

Jair Ventura acabou por armar seu time de forma cautelosa para jogar em sua casa. O time foi a campo com a seguinte formação: Gatito Fernandéz; Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Matheus Fernandes (Gilson), Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e João Paulo; Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger (Marcelo).

O estreante da noite, Reinaldo Rueda, que foi apresentado na última segunda-feira (14) teve seu primeiro contato com seu elenco na disputa de um campeonato de nível nacional e levou a campo: Alex Muralha; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Willian Arão, Cuéllar e Diego; Berrío (Márcio Araújo), Felipe Vizeu e Everton (Vinícius Júnior depois Thiago).

 

Primeiro tempo

O primeiro tempo não começou muito movimentado e, aos poucos, foi ficando ríspido, com lances faltosos de ambas as equipes. Felipe Vizeu, logo aos quatro minutos de jogo, sentiu uma fisgada na coxa e precisou ser atendido pelo departamento médico. O árbitro da partida, Anderson Daronco, teve bastante trabalho para tentar controlar a parte disciplinar do jogo, mas, apesar de algumas faltas mais duras, a única aplicação de cartão amarelo na primeira etapa foi para o meia Diego, do Flamengo, por parar uma jogada de contra-ataque do Botafogo aos 41 minutos.

O Flamengo começou o jogo de maneira mais incisiva e teve facilidade para trabalhar a bola nos primeiros minutos de jogo. Já o Botafogo até os primeiros 20 minutos não conseguia levar nenhum perigo para o goleiro do Flamengo. Bruno Silva era o jogador mais perigoso pelo lado do Fogão. O meia articulava as principais chegadas dos alvinegros e tentava chegar pelo lado direito do campo.

O volante Matheus Fernandes, do Fogão, tentou furar o bloqueio do sistema defensivo do Flamengo e o jovem arriscou belo chute com a parte externa do pé aos 32 minutos da etapa inicial. Os dois times demonstraram muita organização defensiva e marcaram muito bem os setores de criação, neutralizando os melhores jogadores destes setores. Diego e Bruno Silva pouco puderam fazer para tirar o zero do placar do “Niltão”.

Pouco antes do fim da primeira etapa o Flamengo teve a principal oportunidade para abrir o placar em jogada feita por Rodinei na linha de fundo. Após o cruzamento rasteiro o goleiro Gatito tentou segurar, mas a bola escapou e ficou nos pés de Berrío, na pequena área, que bateu para o gol, mas Gatito se recuperou rapidamente e segurou o chute do atacante flamenguista mostrando rápida recuperação no lance.

 

Berrío saiu machucado e será reavaliado no Ninho do Urubu, nesta quinta-feira. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

 

Segundo tempo

A segunda etapa começou muito mais movimentada do que o primeiro tempo e a maior diferença apresentada pelas duas equipes ficou evidenciada pelas posturas mais ofensivas. Mas, aos poucos o jogo foi voltando a ter elementos da primeira metade.

Aos 12 minutos, na cobrança de falta próxima da meia-lua da grande área, o meia Diego bateu por cima da barreira com muita categoria e a bola caprichosamente bateu no travessão, fazendo a torcida da equipe rubro-negra incendiar. O equilíbrio dos jogadores até os primeiros 20 minutos era evidente na posse de bola, que estava exatamente em 50% para cada lado.

Aos 22 minutos Diego fez bom cruzamento e Igor Rabello tentou afastar e quase complicou o goleiro do Botafogo com o desvio, que fez a bola passar com perigo rente a trave direita, dando a oportunidade de escanteio para o Flamengo. Pouco tempo depois, mais precisamente aos 25 minutos da etapa final Berrío saiu contundido, depois de uma entorse no tornozelo direito, após falta dura. Márcio Araújo entrou no lugar dele.

Aos 30 minutos, Matheus Fernandes arriscou um chute na intermediária e fez o goleiro Alex Muralha trabalhar. E, pouco depois, aos 33 minutos de jogo no segundo tempo, o goleiro Muralha subiu para fazer a defesa após um cruzamento e, na dividida com zagueiro do Fogão, Joel Carli, o goleiro levantou demais o pé e a confusão foi formada entre os dois jogadores que tiveram um pequeno desentendimento, nada muito grave, mas que foi o suficiente para o Anderson Daronco expulsar tanto Carli quanto Muralha do jogo. Vale lembrar que Carli já havia levado cartão amarelo por reclamação aos 13 minutos, mas, assim como o dono da meta do Flamengo, foi expulso direto.

 

Próximo capítulo da semifinal

O jogo, com as paralisações foi até os 51 minutos, após os acréscimos do árbitro, mas acabou por esfriar após as expulsões. Porém, em resumo, o resultado final do jogo deu a vantagem do empate com gols para o Botafogo, que agora irá para a disputa do jogo da volta podendo empatar com o Flamengo em gols. A próxima partida entre os dois times está marcada para a próxima quarta-feira, também às 21h45, no Estádio do Maracanã.

 

Foto de capa: Gilvan de Souza/Flamengo

Redator da matéria: Gabriel Max, de São Paulo.

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

314 posts | 2 comments