Em corrida marcada por acidente de Wickens, Rossi vence a Pocono 500

Em corrida marcada por acidente de Wickens, Rossi vence a Pocono 500

Like
154
0
domingo, 19 agosto 2018
Automobilismo

Por: Danilo Dias, de São Paulo.

As 500 Milhas de Pocono da temporada 2018 da IndyCar Series ficaram marcadas pelo fortíssimo acidente do canadense da Schmidt Peterson Motorsports Robert Wickens, que alçou voo e atingiu as telas de proteção do tri oval em altíssima velocidade, causando preocupação em todos os espectadores. Além dele, Pietro Fittipaldi, Takuma Sato, James Hinchcliffe e Ryan Hunter-Reay também se envolveram no acidente, em menor gravidade.

 

Corrida

Já na largada o primeiro acidente aconteceu entre Graham Rahal e Spencer Pigot. Com a situação normalizada, a relargada foi autorizada na volta 2. Robert Wickens e Ryan Hunter-Reay então se envolveram num toque que gerou um dos mais impressionantes acidentes dos últimos tempos no automobilismo mundial. O carro de Wickens ricocheteou e levantou voo em direção às telas de proteção, batendo violentamente e voltando a pista rodopiando sobre seu eixo várias vezes até parar.

O acidente de Wickens foi muito parecido com o de Kenny Brack, sueco que correu pela Rahal na temporada 2003. Na corrida do Texas daquele ano, Brack se envolveu num acidente com Tomas Scheckter da Ganassi e ficou com seu carro completamente destruído numa época em que a segurança ainda não era das maiores. Desmaiado, foi levado ao hospital mais próximo com uma concussão, ferimentos no rosto, fraturas nos dois tornozelos, no fêmur direito, no úmero direito e na terceira vértebra cervical, mas depois de quase dois anos de tratamento, se recuperou. Seu acidente atingiu incríveis 214 G’s, sendo Brack o piloto que sofreu o maior impacto do mundo automobilístico e sobreviveu.

Wickens, apesar de ter sido levado ao hospital de helicóptero e ter sido socorrido desacordado, despertou no atendimento no Lehigh Valley Medical Center em Allentown e foi informado que o mesmo ficou em alerta em seguida, provavelmente assustado e desnorteado com o ocorrido.

Confira abaixo a forte batida de Wickens:

Além de Wickens e Hunter-Reay, Takuma Sato, James Hinchcliffe e o brasileiro Pietro Fittipaldi, que recentemente retornou a Indy após ficar afastado durante o período de recuperação das fraturas que sofreu numa prova de turismo em Spa-Francorchamps, também se envolveram no sério acidente. Fittipaldi, aliás, foi o piloto que ganhou mais cuidados depois de Wickens, justamente por conta de suas lesões recentes. Apesar disso, tudo ficou bem com o neto de Emerson Fittipaldi. Hinchciffle também sentiu dores nos punhos, mas foi liberado posteriormente do centro médico.

Depois da tela avariada no acidente que causou a bandeira vermelha, a corrida teve reinício. Apesar do acidente na primeira volta, Graham Rahal ainda conseguiu voltar a pista. Tony Kanaan abandonou a corrida na volta de 17 com problemas no acelerador de seu carro. Alexander Rossi liderou boa parte da primeira parte da corrida e os pilotos passaram a entrar nos boxes, iniciando o progresso de suas estratégias de prova. Rossi, Power, Andretti, Dixon e Newgarden lideravam a Pocono 500 quando a corrida já se aproximava da metade. Ali, nova bateria de paradas dos líderes. Bourdais em estratégia diferenciada parecia querer entrar na briga.

Faltando um quarto para o término da corrida, apenas cinco pilotos seguiam na mesma volta. Rossi tinha a companhia de Power, Dixon, Bourdais e Newgarden na mesma volta enquanto abria uma volta em Andretti, sexto colocado. Newgarden também estava próximo de tomar uma volta do líder. Na volta 165 quase Conor Daly provocou mais uma amarela beijando o muro, mas segurou seu carro e o trouxe para os boxes sem causar maiores problemas para o andamento da corrida.

Faltando trinta voltas, as paradas poderiam ser decisivas. Mas nada mudou muito. Rossi confirmou o bom desempenho e venceu liderando 180 das 200 voltas, com Power em segundo, Dixon em terceiro e Bourdais em quarto com Newgarden em quinto, fechando o top 5. Apenas os quatro primeiros chegaram na mesma volta. Zach Veach, Marco Andretti e Simon Pagenaud chegaram na mesma volta de Newgarden. Kimball chegou duas voltas depois em nono. Carpenter foi o décimo a três voltas. Leist na mesma volta foi o décimo primeiro. Chilton e Graham Rahal completaram a quatro voltas, fechando a lista dos que terminaram.

 

Sequência

O diretor médico da IndyCar Series, Dr. Geoffrey Billows, informou que apesar da pancada forte, Robert Wickens ficou no hospital em observação estando consciente. A notícia tranquilizou a todos após um período de tensão sobre como o piloto estaria. Os outros envolvidos também passavam bem.

Com os resultados de Pocono, a briga entre os líderes só esquenta. Rossi, Dixon, Power e Newgarden seguem firmes na briga pelo título de 2018. Faltando apenas três corridas, Rossi cresce no fim do campeonato e embola a classificação dando emoção a reta final da Temporada 2018.

A Indy se reúne novamente no oval de Gateway, em Madison no Illinois. O oval de 2km e inclinações pequenas possui peculiaridades que podem mexer no desempenho dos pilotos, que precisam de carros equilibrados nas curvas que exigem redução de velocidade e retomada rápida nas retas. Tudo acontece no sábado, dia 25 de Agosto próximo.

Foto de Capa: Hondanews.com

 

 

 

Danilo Dias

Danilo Dias

50 posts | 0 comments

Comments are closed.