É hexa! Sada Cruzeiro se sagra campeão da Superliga Masculina

É hexa! Sada Cruzeiro se sagra campeão da Superliga Masculina

1
218
0
segunda-feira, 07 maio 2018
Superliga Masculina

Por: Jessica Di Risio, direto do Ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte

O mar azul dominou o voleibol brasileiro! Após o Dentil Praia Clube conquistar o título inédito da Superliga Feminina, foi a vez da celeste cruzeirense levantar o caneco de campeão pela quinta vez consecutiva. Diante de um Mineirinho lotado, o Sada Cruzeiro venceu o Sesi-SP por 3 sets a 2, no segundo jogo da série e tornou a despedida do ponteiro Leal ainda mais especial.

A partida teve todos os elementos de uma grande decisão, sets disputadíssimos, um pouco de confusão, jogadas excepcionais e claro, uma torcida apaixonada. Os donos da casa tinham tudo a seu favor, só não contavam que a equipe paulista fosse dificultar tanto o triunfo mineiro. De um lado da quadra, o multicampeão e terceiro melhor time do mundo, do outro, uma equipe com cinco campeões olímpicos e a luta por um título que não vem desde a temporada 2010/11. Um verdadeiro duelo de gigantes!

Superliga Masculina 2017-2018 – Final – 2º Jogo – Sada Cruzeiro X SESI-SP. Foto: Jessica Di Risio

Enquanto o Cruzeiro precisava apenas de uma vitória, independente do número de sets, o Sesi tinha um caminho mais longo a percorrer. Além de vencer e levar a decisão ao super set, ainda teria que chegar aos 25 pontos no set adicional antes dos adversários.  E diante de uma equipe como a mineira, não há margem para erros.

Na primeira etapa os ânimos já estavam exaltados. Os comandados de Rubinho começaram melhor, mas deram espaço para a raposa reagir e abrir uma pequena vantagem. O Sesi até que tentou, mas a mágica de William não apareceu. A equipe não teve forças para diminuir a diferença e viu Simon fechar a parcial em 25/16 com uma pancada pelo meio de rede.

Se no primeiro set o Sada Cruzeiro teve o jogo na mão, no segundo aconteceu exatamente o contrário. Se aproveitando dos erros adversários, os meninos da Vila Leopoldina cresceram no sistema defensivo. Marcelo Mendez tirou Cachopa e Alemão do banco, mas a inversão 5-1 não surtiu efeito algum, nem sequer abalou Douglas Souza que marcou 25/17 para empatar a disputa.

Superliga Masculina 2017-2018 – Final – 2º Jogo – Sada Cruzeiro X SESI-SP. Foto: Jessica Di Risio

Os dois times começaram o terceiro set errando mais. Porém, embalado pela torcida, os comandados de Mendez cresceram na partida, encaixaram o saque forçado e contaram com os bloqueios que chegaram em praticamente todos os ataques.  Bastou uma bela diagonal de Leal para os cruzeirenses fecharem a parcial em 25/22.

O quarto set foi o mais equilibrado, as duas equipes estavam trabalhando bem a bola e confirmando a potência de seus ataques. Precisando da vitória para se manter vivo, o Sesi se impôs, aproveitou bons saques de Lipe e um volume ofensivo acima do esperado. Em um erro de ataque do central Isac, os paulistas suspiraram rumo ao título, vencendo por 25/23.

No tie-break os bloqueios fizeram a diferença. Ninguém estava disposto a entregar a vitória assim tão fácil. Os mineiros abriram uma vantagem de quatro pontos logo no início do set, mas os paulistas, na marra, correram atrás do prejuízo. Por um momento, o Cruzeiro parecia acuado, mas os 13.600 torcedores celestes empurraram o time e inspiraram Leal, que fez a diferença ao lado de Evandro. O Sesi ainda teve três oportunidades para forçar o golden set, mas desperdiçou todas elas.  Assim que assumiu a vantagem no marcador, a raposa não perdoou, e com uma bola de xeque de Simon, encerrou a partida em 22/20 e conquistou o título de campeão da Superliga Masculina 2017/18, o sexto da equipe cruzeirense e o quinto seguido da competição.

Superliga Masculina 2017-2018 – Final – 2º Jogo – Sada Cruzeiro X SESI-SP. Foto: Jessica Di Risio

Leal foi o maior pontuador da final, marcando 21 vezes . O levantador Nico Uriarte repetiu o feito do jogo no Ginásio do Ibirapuera e recebeu o troféu Viva Vôlei como melhor da partida. Assim que a decisão chegou ao fim, com muita festa dentro e fora da quadra, a CBV elegeu os melhores do torneio:

Melhor Saque – Simon (Sada Cruzeiro)
Melhor Atacante – Leal (Sada Cruzeiro)
Melhor Central – Maurício Souza (Sesc-RJ)
Melhor Defesa – Thales (Taubaté-Funvic)
Melhor Líbero – Tiago Brendle (Sesc-RJ)
Melhor Levantador – William (Sesi-SP)
Melhor jogador da Superliga – Leal

Superliga Masculina 2017-2018 – Final – 2º Jogo – Sada Cruzeiro X SESI-SP. Foto: Jessica Di Risio

A despedida do ponteiro cubano não poderia ser melhor. Além do título e dos prêmios individuais, Leal também figurou entre os maiores pontuadores e melhores sacadores da Superliga. A verdadeira coroação de um trabalho de seis temporadas. O atleta deixa a equipe rumo à Itália para defender o Civitanova.  Naturalizado brasileiro em 2015, o astro poderá defender a Seleção Brasileira em 2019, um grande presente para o voleibol nacional.

Além de Leal, Marcelo Mendez e o líbero Serginho tiveram motivos de sobra para comemorar. No comando do grupo desde 2009, o técnico argentino faz sua nona temporada no Sada Cruzeiro, e com o título, sexto da carreira, dispara no ranking dos maiores campeões da história da Superliga entre os treinadores, ficando apenas atrás de Bernardinho, que tem 12 canecos com a equipe feminina carioca. Entre os atletas, o líbero cruzeirense se destaca não apenas pela camisa diferente, mas pela quantidade de medalhas que já colocou no peito. Serginho chega ao seu nono título da competição, com 15 finais disputadas.

O hexacampeonato da Superliga também consagra o Sada Cruzeiro como maior campeão da história da principal competição nacional. Atrás da raposa, estão Cimed e Minas Tênis Clube, com quatro troféus cada um.

Equipes:
Sada Cruzeiro – Nico Uriarte, Evandro, Leal, Filipe, Isac, Simon e o líbero Serginho. Entraram: Fernando Cachopa, Alemão, Rodriguinho e Éder Levi. Técnico Marcelo Mendez.

Sesi-SP – William, Alan, Lipe, Douglas Souza, Lucão, Gustavão e o líbero Murilo. Entraram: Franco, Evandro, Renato e Vaccari. Técnico Rubinho.

Confira a galeria de fotos e os momentos finais da decisão! 

Foto em destaque: Jessica Di Risio/Rádio Poliesportiva

Jessica Di Risio

Jessica Di Risio

28 posts | 0 comments

Comments are closed.