Confira como foi a atuação dos times brasileiros esta semana na Copa Libertadores

Confira como foi a atuação dos times brasileiros esta semana na Copa Libertadores

Like
285
0
sexta-feira, 20 abril 2018
Copa Libertadores

A Libertadores segue com a fase de grupos. O Brasil esteve em campo. Numa semana que o Grêmio voltou com um empate do Paraguai, o Corinthians teve uma importante vitória na Argentina, Flamengo empatou em casa, Cruzeiro continua sem derrotas e o Vasco sofreu uma dura e dolorosa derrota.

 

Cerro Portenho 0 x 0 Grêmio 

O jogo se iniciou com muita marcação de ambos os lados, os donos da casa buscavam tentar manter o controle do jogo mas tinha dificuldade em criar as oportunidades ofensivas devido a pouca inspiração de seus homens de frente. Já o atual campeão da Libertadores buscava sair da forte marcação paraguaia e procurava jogar pelos lados do campo mas também sentia a falta de inspiração de seus homens de criação.

Os donos da casa voltaram mais ofensivos em busca do gol na segunda etapa mas o jogo continuava com cara de Copa Libertadores, muita disputa pela bola e muita intensidade na marcação. O Cerro Portenho ainda buscava o gol da vitória nos minutos finais, mas pararam na boa atuação do goleiro Marcelo Grohe, e o empate em zero acabou persistindo no placar. Na próxima rodada o Grêmio recebe o próprio Cerro Portenho em Porto Alegre.

 

Em jogo disputado e extremamente te truncado, Cerro Portenho e Grêmio não sairam do zero no Paraguai.
Foto: Grêmio FBPA\Facebook

 

 

Independiente – ARG 0 x 1 Corinthians 

Um jogo extremamente movimentado no Estádio Libertadores da América. O Rey de Copas teve o controle de boa parte da primeira etapa. Os donos da casa empurrados por sua apaixonada torcida foram ofensivos e atacaram o Corinthians desde os minutos iniciais criando assim as principais oportunidades de gol. Já o Corinthians apostava na forte marcação atrás da linha da bola e buscava trabalhar em velocidade pelos lados do campo com Romero e Clayson que levavam perigo ao gol do goleiro Bustos.

Os visitantes voltaram com uma postura mais ofensiva na etapa complementar, com mais aproximação de seus homens de criação, mais movimentação de seus homens de frente e maior controle do jogo, levando assim mais perigo ao Rey de Copas, o técnico Carille mudou um pouco o jeito do time jogar taticamente e dificultou as ações ofensivas do time Argentino.

Já os comandados do bom e promissor técnico Ariel Holan sentiram a pressão do atual campeão Brasileiro e pouco ameaçaram a meta do goleiro Cássio. Uma das maiores virtudes desse time é a paciência e as ações certas no momento certo e após bom cruzamento do meia Matheus Vital para Jadson, o goleiro Bustos se atrapalhou e viu os visitantes saírem na frente em Avellaneda. O jogou virou ataque contra defesa nos últimos dez minutos, o Independiente foi para pressão final, mas parou na eficiência e na segurança do sistema defensivo Alvinegro. O Corinthians chega a 7 pontos em três jogos e assume a liderança do grupo. Já os Argentinos estão em terceiro com apenas três pontos.

Mostrando muita eficiência, Corinthians faz jogo seguro e ganha com gol do meia Jadson.
Foto: SC Corinthians Paulista\Facebook

 

 

Flamengo 1 x 1 Santa Fé 

O jogo começou bastante movimentado no Maracanã. O Flamengo começou jogando em cima da equipe colombiana e de tanto pressionar abriu o placar com o artilheiro Henrique Dourado. A partir daí o bom time de Bogotá colocou a bola no chão e começou a entrar no jogo dificultando as ações para os donos da casa e chegaram ao gol de empate com Wilson Morelo, aos 31 minutos do primeiro tempo, esfriando assim a boa atuação do time rubronegro na etapa inicial.

Os 45 minutos finais mostraram um Flamengo determinado e extremamente ofensivo em busca do ataque, enquanto os colombianos apostavam na postura que funcionou no primeiro tempo de marcar forte e imprimir velocidade no contra-ataque e jogando nos erros do sistema defensivo rubronegro. Mais uma vez, o Flamengo sentia a falta de inspiração do meia Diego e parava também na forte marcação do time colombiano que administrava o jogo o resultado e se contentava com o empate. O técnico interino Maurício Barbieri colocou seu time a frente para tentar sufocar o time do Santa Fé mas sem muita organização. E o jogo terminou empatado para a decepção do Flamengo que deixa escapar dois pontos preciosos no disputado Grupo 4 que fica extremamente embolado.

O Maracana vazio foi o placo de um bom jogo entre Flamengo e Santa Fé.
Foto:Conmebol\Facebook

 

 

Universidad de Chile 0 x 0 Cruzeiro

No primeiro tempo, Universidad de Chile e Cruzeiro fizeram um jogo típico de Copa Libertadores, de muita marcação de ambos os lados e pouca inspiração dos sistemas ofensivos. O Cruzeiro buscava tomar a iniciativa do ataque mas parava na boa marcação da equipe chilena que por sua vez tentava surpreender os mineiros com jogadas pelos lados do campo mas sem sucesso.

Na segunda etapa, as duas equipes voltaram com uma postura mais ofensiva criando mais oportunidades e deixando o jogo mais aberto, o técnico Mano Menezes adiantou o seu meio campo e aproximou mais os seus homens de criação para chegar com mais perigo ao gol dos chilenos. O Cruzeiro chegou mais perto do gol, como nas duas bolas na trave do meia uruguaio De Arrascaeta e com o volante Henrique e no finzinho com uma chance clara desperdiçada pelo atacante Sassá. Já os donos da casa tinham a posse de bola mas faltava inspiração para ameaçar mais os mineiros. Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe os chilenos no Mineirão e precisam dos três pontos para se manterem com chances de classificação.

A imagem traduz o que foi o confronto entre Universidad de Chile e Cruzeiro.
Foto: Club Universidad de Chile/Site Oficial

 

 

Racing 4 x 0 Vasco 

Foi um bom jogo na primeira etapa, mesmo jogando fora de casa, o Vasco tinha que vencer para se manter vivo na competição. Mas do outro lado, tinha o tradicional e o bom time do Racing comandado por Eduardo Coudet. E o Racing começou em cima e teve um pênalti mal marcado ao seu favor. Na cobrança, o experiente atacante Lisandro López parou no goleiro uruguaio Martín Silva que fez grande defesa. Após o pênalti, o Vasco acordou e cresceu no jogo criando mais oportunidades e perdendo dois gols inacreditáveis. E o castigo veio aos 33 minutos quando o Racing saiu na frente com o atacante Centurión, após bobeira do sistema defensivo vascaíno. Cinco minutos depois, o forte ataque de La Acade chegou ao segundo  com gol do jovem e talentoso Lautaro Martínez. Para o desespero do técnico Zé Ricardo no banco de reservas. Nos acréscimos, o Racing teve mais um pênalti ao seu favor e Lisandro López parou em Martín Silva de novo!

A etapa final começou como terminou a primeira etapa com o Racing em cima e o Vasco cometendo muitas falhas defensivas. Os argentinos mataram o jogo logo aos 6 minutos com o meia Zaracho. O Vasco não tinha mais forças para reverter o placar e apenas se defendia para tentar evitar um resultado pior. Já os donos da casa administravam o placar controlando o jogo e fazendo o tempo passar. Aos 15 minutos, o terceiro pênalti a favor do Racing, mas desta vez Lisandro converteu com uma bomba no lado direito de Martín Silva. Fim de jogo em Avellaneda. O Vasco é o lanterna com apenas um ponto ganho e fica em situação complicada na competição continental. As equipes voltam a se enfrentar na próxima rodada em São Januário.

 

O experiente e capitão do Racing chutou três pênaltis e converteu apenas um, mas foi importante para a grande vitória de La Acade.
Foto: Conmebol Libertadores/Facebook

 

 

Foto em Destaque: Conmebol Libertadores / Facebook

 

 

Redator da matéria: Bruno Mattos, de São Paulo

Bruno Mattos

Bruno Mattos

61 posts | 0 comments

Comments are closed.