Com goleiros inspirados, Corinthians bate Magnus e dá passo rumo ao título

Com goleiros inspirados, Corinthians bate Magnus e dá passo rumo ao título

Like
322
0
quarta-feira, 18 outubro 2017
Futsal

O já costumeiro público corinthiano fã de futsal compareceu em bom número novamente no ginásio Wlamir Marques no Parque São Jorge, arredores do Tatuapé, zona leste de São Paulo, para acompanhar a primeira partida da final da Copa Paulista de Futsal de 2017, na terça (17). Num confronto onde os goleiros e as estratégias defensivas foram fundamentais, o time da casa saiu com a vitória no primeiro confronto e joga pelo empate no próximo domingo (22) para conquistar o título da competição.

 

Evento pré-jogo

Antes do jogo, quem deu show foram os paratletas. Na verdade, há de se ressaltar que tanto Corinthians como Magnus fizeram de certa forma um duelo irmão na final da Copa. E isso acontece devido a uma causa mais do que nobre, pois enquanto o Corinthians mantém o Corinthians Mogi, time de futsal para amputados com sede em Mogi das Cruzes, a Magnus, marca de ração para animais, é justamente a patrocinadora master da equipe.

Portanto, antes da final foi promovido um evento amistoso com um show de bola dos integrantes do Corinthians Mogi. Dribles, fintas e golaços dos paratletas levantaram o público antes do evento principal, dando a todos uma lição de superação, acesso ao esporte e sobretudo, muita bola no pé (e nas muletas).

 

A partida

O jogo começou travado, com muito estudo das duas equipes. Poucas chances e muita marcação deram a tônica a primeira parte do confronto. Numa das poucas oportunidades do primeiro tempo, Éder Lima do Magnus chutou cruzado e a bola passou perto. Pouco depois o experientíssimo Vander Carioca chegou chutando, mas o goleiro Tiago fechou o ângulo e evitou o gol corinthiano. O lance do primeiro tempo veio dos pés de Neto, que em grande assistência deixou Bruno em boas condições para tocar na saída de Guitta e abrir o placar para o Magnus. Ao fim do primeiro tempo, o visitante vencia por 1 a 0.

No segundo tempo o Corinthians voltou mais ofensivo e empurrado pela força de sua apaixonada torcida foi pra cima do Magnus. Não demorou muito e com um chute no alto, Genaro empatou para o Corinthians. Pouco depois foi Alex que batendo rasteiro virou o jogo para o Corinthians, que agora vencia por 2 a 1. A partir daí o jogo ganhou em dinâmica e pegada, e o número de faltas esquentou a disputa pelos espaços na quadra. Neste momento Tiago e Guitta tiveram muito trabalho e se destacaram com boas defesas para os dois lados.

Faltando cerca de sete minutos para o fim, o experiente técnico Fernando Ferretti tentou avançar no placar, mas o Magnus sofreu um duro golpe. Ferretti colocou em quadra o goleiro linha Leandro Lino, mas em poucos instantes quem brilhou foi o goleiro Guitta, que de sua área de defesa vendo o gol aberto bateu firme e fez o terceiro do time da casa, complicando a vida dos visitantes. A mudança do técnico acabou surtindo efeito tarde demais, mas pelo menos serviu para que Leandro Lino descontasse o placar, fazendo o segundo dos visitantes. O Magnus ainda teve o prejuízo de perder Arthur para a segunda partida da final, que fez falta dura e recebeu o cartão vermelho.

 

Sequência

Dos males o menor, o resultado poderia ser bem pior para o Magnus. Como o regulamento dá a vantagem para o time de melhor campanha que é justamente o Magnus, o time de Sorocaba decide em casa e joga por uma vitória simples no tempo normal. Levando o jogo para a prorrogação, o Magnus tem vantagem sobre o Corinthians. Já o alvinegro só precisa de um empate para se sagrar campeão do certame. A decisão será no domingo (22) às 13h, e o confronto acontece na Arena Magnus em Sorocaba, com promessa de casa cheia por parte dos sorocabanos.

 

Foto de capa: Magnusfutsal.com.br

 

Redator; Danilo Dias, de São Paulo.

 

Danilo Dias

Danilo Dias

47 posts | 0 comments