Brasil 100% no card preliminar do UFC Belém

Brasil 100% no card preliminar do UFC Belém

Like
180
1
quinta-feira, 08 fevereiro 2018
MMA/UFC

O UFC Fight Night 125: Machida vs. Anders, mais conhecido como UFC Belém, foi o primeiro evento do Ultimate a ser realizado no Pará, mais precisamente em sua capital, Belém. A noitada de lutas aconteceu na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, no último dia 3 de fevereiro. Com 11 lutas no card, o Brasil conseguiu um saldo positivo de 9 x 2. Apenas a estreante Priscila Pedrita e o jovem Marcelo Golm perderam. No mais, Brasil na cabeça. Veja detalhes dos confrontos do card preliminar.

Veja aqui detalhes das lutas do card principal.

Card Preliminar

Meio-Médios – Sérgio Moraes derrotou Tim Means – Decisão Dividida (28-29, 29-28 e 29-28)

Duelo de duas feras: Serginho “Pantera” Moraes x Sérgio “The Dirty Bird” Means. O brasileiro acabou levando a melhor por decisão dividida em combate bastante disputado na quinta luta da noite, que colocou frente a frente dois estilos diferentes, o jiu-jitsu lutando em casa contra o visitante do muay thai.

No primeiro round, um duelo equilibrado. Algumas trocas de golpes, quedas, mas nada que fizesse alguém ter ampla vantagem sobre o outro.

A luta ficou na trocação franca entre ambos. Um toma lá, dá cá e bate e leva. Era a luta de maior equilíbrio até então. Segundo e terceiro rounds com os dois cheio de vontade, socos firmes e chutes.

Serginho chegou a ficar bastante cansado nos últimos minutos de luta, mas aguentou até o fim para ter sua 13ª vitória na carreira. O americano sofreu sua 10ª derrota.

Leves – Alan Patrick derrotou Damir Hadžović – Decisão Unânime (30-25, 30-27 e 30-27)

O brasileiro Alan Nuguette conseguiu a quarta vitória brasileira no UFC Belém. Com características mais explosivas, lutou de forma inteligente e não parou de tentar o nocaute em momento algum.

No round inicial, após se desequilibrar e quase sofrer um perigoso chute no rosto, o brasileiro dominou a luta e conseguiu boas quedas, ficando por cima em algumas oportunidades e golpeando bastante, mas sem minar o bósnio Damir Hadžović.

No início do segundo round, o dono da casa empolgou os torcedores ao aplicar golpes de capoeira e depois jogar para o chão novamente, mostrando um excelente preparo físico e fazendo o visitante sofrer. Mesmo dominando amplamente o octógono, Alan não conseguia o nocaute.

No último round, Nuguette derrubou novamente o bósnio e ficou por cima, golpeando e tentando acabar com a luta, que só terminou quando o sinal tocou após 15 minutos. Vitória por pontos em decisão unânime para o brazuca que conseguiu sua terceira vitória seguida, contra a quarta derrota na carreira do rival.

Palhas Feminino – Polyana Viana derrotou Maia Stevenson Finalização (Mata Leão)

A brasileira Polyana Viana iniciou o combate muito bem. Quase conseguiu um finalização de braço no segundo minuto de luta, mas não encaixou e a americana Maia Stevenson conseguiu sair.

Mas logo depois Polyana conseguiu derrubar a rival no último minuto do primeiro round e aplicar a montada, quando Maia tentou virar de costas para escapar, a paraense pegou seu pescoço no mata-leão e acabou com a disputa.

A “Dama de Ferro”, como é apelidada a brasileira, conseguiu sua 10ª vitória na carreira e impondo a americana sua 5ª derrota.

Galos – Iuri Alcântara derrotou Joe Soto – Nocaute Técnico (Chute no Corpo, Cotovelada e Socos)

Mais uma vitória brasileira e de forma avassaladora. Em pouco mais de um minuto de luta Iuri Marajó, “como um lobo”, segundo ele, “caçou” o rival até conseguir o nocaute em cima de Joe Soto.

Foi um chute no corpo, seguido de uma sequência de socos. O adversário já parecia vencido no chão, mas o árbitro ainda esperava sua reação, enquanto Marajó não perdoava e continuou a massacrar até o nocaute. Está foi a segunda derrota seguida de Soto, enquanto o brasileiro se recuperou de duas derrotas.

Moscas – Deiveson Figueiredo derrotou Joseph Morales – Nocaute Técnico (Socos)

Na primeira luta do UFC Belém, Deiveson “Deus da Guerra” Figueiredo foi impecável em sua apresentação ao derrotar o americano Joseph Morales.

O brasileiro dominou a luta o tempo todo, tendo oportunidade de vencer ainda no primeiro round, quando chegou a estar em cima do rival, prestes a estrangulá-lo. O americano literalmente foi salvo pelo gongo. No segundo round, sem dar chance para o azar, Deiveson foi pra cima e conseguiu o nocaute numa sequência de socos. O triunfo deu a primeira vitória do Brasil na noite e dando ao seu rival a primeira derrota no MMA, permanecendo invicto.

 

Foto em destaque: UFCBrasil/ Facebook

 

Redator da matéria: Eric Filardi, de São Paulo

Eric Filardi

Eric Filardi

38 posts | 0 comments