Adversários ajudam e Márquez vence, dando grande passo rumo ao tetra da MotoGP

Adversários ajudam e Márquez vence, dando grande passo rumo ao tetra da MotoGP

1
252
0
domingo, 22 outubro 2017
Moto GP

Com cinco títulos mundiais nas motos, o espanhol Marc Márquez busca a quarta conquista na MotoGP após importante vitória, além de seus títulos nas 125cc e 250cc. E ela veio na mística Phillip Island, um dos circuitos mais paradisíacos do mundo neste domingo (22). Com o mar ao fundo e a sinuosidade do GP australiano, Marc alcançou o grande resultado após cravar a pole no dia anterior com Viñales em segundo e Zarco em terceiro.

 

Corrida

Antes da largada, Márquez já havia conquistado uma larga vantagem para Andrea Dovizioso, seu concorrente ao título. Isto porque o italiano da Ducati teria de largar na tímida 11º posição, em treino fraco no sábado. Na largada, o grupo de Márquez, Rossi, Zarco, Viñales e companhia encenavam uma boa briga pela ponta. Viñales que também postulava o título, sofria com a concorrência enquanto Márquez tinha melhor ritmo de corrida.

O momento mais tenso da prova aconteceu na oitava volta, quando Aleix Espargaró, numa manobra de ultrapassagem pra cima de Jack Miller espalhou, foi para a parte suja da pista e caiu, fraturando um dedo quando era o sexto colocado. Mesmo assim, o piloto preferiu não passar por uma intervenção cirúrgica antes do GP da Malásia, para não perder a corrida de Sepang. Espargaró foi o único a abandonar a corrida australiana neste domingo.

Na briga pela liderança, Márquez tinha um ritmo de corrida melhor comparado a seus adversários, o que deu a ele a tranquilidade para liderar a prova a partir da parte final da prova. Dovizioso por sua vez fez uma corrida terrível, cometendo erros e chegando ao inglório 21º lugar. No entanto, piloto da Ducati conseguiu recuperar algumas posições durante a prova.

Enquanto isso, a briga seguia firme pelos outros postos, com Rossi, Viñales, Iannone e Zarco protagonizando grandes batalhas pela segunda posição. Foi numa dessas que Zarco, Iannone e Viñales se tocaram, derrubando o espanhol para a sétima posição, obrigando-o a tirar tudo de sua Yamaha nas últimas voltas. Foi nas últimas voltas, aliás, que o Doutor deu seu show. Rossi, sempre próximo dos líderes não conseguiu acompanhar Márquez, mas garantiu o segundo lugar com maestria. Na penúltima volta, Rossi passou o francês Johann Zarco e segurou firme a pressão na última volta para se garantir na segunda posição.

Zarco, pressionando demais acabou errando e cedendo a terceira posição na última curva para Maverick Viñales. Um pouco atrás, Cal Crutchlow cruzou em quinto, com Iannone em seu encalço. O sétimo foi Jack Miller, dois segundos depois. Fecharam o top 10 Alex Rins, Pol Espargaró e Bradley Smith. Dovizioso parou em Scott Redding e Dani Pedrosa e terminou apenas na 13º posição, se complicando no campeonato. Com o resultado, Viñales já não tem mais chances de título.

Márquez liderando o pelotão após largar na pole (Foto: Andy Brownbill/The Sidney Morning Herald).

 

Sequência

Daqui uma semana acontece o GP da Malásia em Sepang e Marc Márquez nunca esteve em situação tão boa. Faltando apenas duas provas e com 50 pontos em jogo, o piloto da Honda abriu estratosféricos 33 pontos de vantagem para Dovizioso, que fez prova muito abaixo do esperado em Phillip Island somando apenas 3 pontos.

Viñales está fora da briga, ficando a 50 pontos de distância de Márquez. Pelos critérios de desempate não há mais possibilidade de ultrapassar seu compatriota, pois mesmo que vença as duas provas e Márquez não pontue, Viñales não supera o número de vitórias do atual líder. A propósito, Marc Márquez precisa apenas de um segundo lugar em Sepang para conquistar seu quarto título na MotoGP e seu sexto título nas motos de forma antecipada.

Foto de capa: AP. Andy Brownbill.

 

Redator: Danilo Dias, de São Paulo.

Danilo Dias

Danilo Dias

35 posts | 0 comments