A primeira super luta do UFC está marcada

A primeira super luta do UFC está marcada

Like
230
0
sexta-feira, 02 fevereiro 2018
MMA/UFC

O UFC não perde tempo. Faz anos que tentam casar super lutas, com “gigantes”, atletas de altíssimo nível, campeões e com categorias de peso parecidas. E mal acabou o UFC 220, do qual Stipe Miocic defendeu o cinturão dos pesos pesados pela terceira vez seguida, contra o franco-camaronês Francis Ngannou se tornando o pesado com maior número de defesas de cinturão, e Daniel Cormier, defendeu o cinturão dos meio-pesados contra o suíço Volkan Oezdemir.

Dana White, presidente do UFC, tratou logo de aquecer a mídia com uma notícia bombástica. MIOCIC vs CORMIER. O duelo marcará a final do TUF 27, da qual ambos serão treinadores rivais. O evento acontecerá no UFC 226, em Las Vegas, no dia 7 de julho. Detalhe é que a luta será no peso de Miocic, os pesados, o que o dá vantagem ao croata-americano.

Em entrevista ao programa The MMA Hour, Cormier avaliou o combate contra Miocic:

“Se eu venço a luta de 7 de julho, me torno o melhor lutador de todos os tempos. Terei feito algo que nunca foi visto antes e é algo que sempre busquei. Corri atrás disso nas lutas com (Jon) Jones independente de cinturão. Sempre disse que ‘uma vez que batesse Jones seria o melhor de todos os tempos’. Então acredito que uma vez que eu fizer isso (bater Miocic), algo que é tão louco que ninguém nunca tentou, sinto que estou na discussão sobre o melhor de todos os tempos!”, afirmou DC.

Foto: Reproduçao Instagram UFC

“Quando penso em uma luta com Stipe Miocic, penso em uma luta muito dura e uma montanha difícil de ser escalada. Mas a verdade é que sempre falei de competição e legado, então quando se pensa em legado, se eu conseguir vencê-lo, não há como negar meu significado para o esporte e o que eu vou deixar para trás quando me aposentar”, completou o campeão dos meio-pesados.

Em entrevista ao programa The MMA Hour, Miocic do UFC também avaliou o combate contra Cormier:

“Primeiro de tudo, Daniel é uma pessoa incrível. Eu acho que ele é um grande cara. Nós nos conhecemos há algum tempo e já trabalhamos juntos em comentários, e tudo mais. Ele é um cara incrível, simplesmente. E é muito duro, foi para as Olimpíadas, ganhou o GP pesado do Strikeforce e é o atual campeão do UFC. Ele tem tantas conquistas. Mas para essa superluta eu queria ter certeza que valeria a pena para nós dois. Vamos poder ajudar nossas famílias e, no fim das contas, isso é um negócio”, comentou Miocic.

Foto: Reprodução UFC TV

“Não tenho nada contra ele e espero que ele sinta o mesmo. Não é sobre ele, é sobre mim. Quero me desafiar e vou vencer essa luta. Depois de Cormier não serão apenas três defesas de cinturão, terei feito quatro defesas. Estou treinando que nem um maluco e vou partir para cima dele”, finalizou.

 Dois cinturões em jogo. Quem será que leva essa?

 

Redator: Eric Filardi, de São Paulo

Eric Filardi

Eric Filardi

38 posts | 0 comments

Comments are closed.